Comentários sobre o Oscar 2012

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, assim como todos já esperavam, premiou O Artista como o Melhor Filme de 2011, esse foi um passo importante dado pela Academia visto que é a primeira vez que um filme de língua não-inglesa leva o prêmio, e a primeira vez que um filme mudo ganha na categoria principal desde “Asas” em 1929.

Como eu já tinha dito esse ano os velhinhos da academia decidiram premiar filmes que foram verdadeiras homenagens ao cinema, a criação do cinema e a forma de se fazer cinema, então não é surpresa que O Artista A Invenção de Hugo Cabret, tenham se consagrado como os maiores vencedores da noite com 5 estatueta cada.

Quanto ao show da entrega pontos forte e fracos balancearam a premiação o Billy Cristal soube dosar as suas piadas e ao final da premiação passou a impressão de ter sido apenas OK como Host. Não gostei muito da agilidade como as categorias técnicas foram apresentadas, diminuíram o tempo dessas categorias (e até retiraram a apresentação das canções indicadas), para aproveitar o tempo passando clipes com depoimento de Adam Sandler, Seth Rogen, Ben Stiller, Tom Cruise e etc…

Quanto as surpresas da noite, algumas agradáveis, outras detestáveis. A Invenção de Hugo Cabret ter levado em fotografia foi uma delas, mesmo amando o filme, Hugo não era nem a segunda melhor fotografia indicada, tirando a única chance de A Árvore da Vida levar um Oscar. Já o premio de Melhor Montagem entregue a Millennium – Os Homens que não Amavam as Mulheres me fez feliz, ficou visível que os vencedores foram pegos de surpresa pois não tinham nenhum discurso preparado (lembrando que foram os mesmos vencedores da categoria ano passado por A Rede Social, também do David Fincher. Em documentário prevaleceu o força The Weinstein Co. com Undefeated, tirando o premio dos favoritos Pina ou Paradise Lost 3. Agora para mim a mais decepcionante foi a vitória de A Invenção de Hugo Cabret em Melhores Efeitos Visuais, tinham pelo menos 3 filmes com efeitos melhores na categoria, mas via saber o que se passa na cabeça dos velhinhos da academia né?

Quanto as minhas apostas, por conta das vitórias inesperadas de A Invenção de Hugo Cabret, além das categorias de curta-metragem que são difíceis de prever, acertei 15 das 24 categorias apostadas, teno um percentual de aproveitamento de 62,5% de acerto. Abaixo a lista de vencedores por ordem da apresentação. Aqui a lista de Indicados e vencedores de todas as categorias (os indicados estão em ordem de preferência).

Fotografia – A Invenção de Hugo Cabret
Direção de Arte – A Invenção de Hugo Cabret
Figurino – O Artista
Maquiagem – A Dama de Ferro
Filme Estrangeiro – A Separação – Irã
Melhor Atriz Coadjuvante – Octavia Spencer – Histórias Cruzadas
Montagem – Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres
Edição de Som – A Invenção de Hugo Cabret
Mixagem de Som – A Invenção de Hugo Cabret
Melhor Documentário – Undefeated
Melhor Animação – Rango
Melhores Efeitos Visuais – A Invenção de Hugo Cabret
Melhor Ator Coadjuvante – Christopher Plummer – Toda Forma de Amor
Melhor Trilha Sonora – O Artista
Melhor Canção Original – Man or Muppet – The Muppets
Melhor Roteiro Adaptado – Os Descendentes
Melhor Roteiro Original – Woody Allen – Meia Noite em Paris
Melhor Curta-Metragem – The Shore
Melhor Curta Documental – Saving Face
Melhor Curta de Animação – The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore
Melhor Direção – Michel Hazanavicius – O Artista
Melhor Ator – Jean Dujardin – O Artista
Melhor Atriz – Meryl Streep – A Dama de Ferro
Melhor Filme – O Artista

Anúncios

4 Comentários

Arquivado em Críticas Filmes

4 Respostas para “Comentários sobre o Oscar 2012

  1. Apesar de o meu favorito, “A árvore da vida”, não ter levado nada, gostei das premiações! Hugo Cabret merecia mesmo os prêmios técnicos e “O artista” também mereceu seus Oscars! Leia o meu texto sobre o Oscar. Abraço! http://lixeirodocinema.blogspot.com/2012/02/oscar-2012-homenagem-ao-cinema-e-aos.html

  2. É, Fotografia e Efeitos Visuais foram os prêmios mais questionáveis mesmo. A Árvore da Vida e Plante dos Macacos, respectivamente, mereciam muito mais.

  3. Natalia Xavier

    Eu não sou mto fã de A Arvore da Vida, mas confesso um desapontamento quando vi que ele não levou nem como Fotografia ou como Melhor Diretor…

    Abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s